Categoria

90 minutos vistos do balcão

Faltou o povo unidos aos capitães de Abril (e também dava jeito ter tido um coronel a dar as ordens certas)

Num mundo perfeito, cerca de 45 mil pessoas não deviam ter que deslocar-se ao estádio a que chamam casa, para ver o jogo mais entusiasmante do seu país, tentando fechar na gaveta mas esquecida da sua mente o facto de… Ler mais →

Isto não é como começa, é como acaba (valha o que isso valha)

Sim, o título desta crónica encaixa no jogo de ontem, onde o Sporting entrou mal, mas encaixa, também, nesta época repleta de equívocos que, quanto mais do fim se aproxima mais nos mostra uma equipa a jogar como deveria ter… Ler mais →

La Revancha del Tango

Era uma vez um Dj francês, um Dj argentino e um Dj suíço e isto podia ser uma daquelas anedotas, tão segunda metade dos 80, em que um gajo metia um português ao barulho para mostrar que o cérebro tuga dava… Ler mais →

As duas sapatadas do Leão preguiçoso

Temos andado nós, adeptos, a dizer e a escrever que esta ponta final de campeonato deveria servir para uma pré-época antecipada e, ontem, em Arouca, o que se viu foi uma equipa em ritmo de verão, como se as pernas… Ler mais →

Dois trovões para animar o sunset

A tarde estava quente, mesmo a jeito de uma festa ao final da tarde com o sol a baixar no horizonte. A relva bem tratada, os artistas quase todos disponíveis, a vontade de ver jovens promessas actuarem e encantarem. Não… Ler mais →

Sporting Smells Like Teen Spirit

Consta que uma das maiores canções da história de música terá nascido de uma confusão. Kathleen Hanna, amiga de Kurt Cobain, escreveu a frase “Kurt Smells Like Teen Spirit” e o dito Kurt, ao não perceber que ela se referia a um… Ler mais →

Desperdício de talento

«O William já estava cansado, depois de ter feito uma primeira parte excelente com bola e sem bola. O Palhinha é um jogador mais defensivo, mas não tem uma saída tão forte. Tivemos de descer mais e de recuar, acabando… Ler mais →

Desculpem, rapazes, mas o dia foi delas

Dizia-se que era um jogo de paciência, ou não tivesse o adversário apenas sofrido dois golos ao longo de todo o campeonato. Mas se essa era premissa para as nossas jogadoras de futebol feminino, também milhares de adeptos que acorreram… Ler mais →

Um longo suplício com final feliz

Olá. O meu nome é Bas Dost e sou o melhor marcador do campeonato português, um dos melhores marcadores da Europa e um ponta de lança capaz de entrar no top cinco dos melhores pontas de lança que já vestiram… Ler mais →

Esforço, dedicação e um danoninho

Já começa a tornar-se um hábito: o Sporting joga fora, frente a equipas que utilizam extremos e avançados rapidíssimos, e quando vemos que Bruno César é o defesa esquerdo somos percorridos por um arrepio. A culpa não é do Bruno,… Ler mais →

© 2017 A Tasca do Cherba — Powered by WordPress

Desenvolvido por Anders NorenCima ↑