Categoria

História do Sporting

Termos despedido o Robson e colocado o Capucho a defesa esquerdo é capaz de ter ajudado

E também dava jeito termos tido um guarda-redes ao nível dos jogadores que tínhamos nesse plantel…

Factos que embaraçam qualquer cartilha (ou um post que ofende a memória de certas e determinadas pessoas)

As histórias dos teus dérbis

Entre vários outros pormenores, se há algo que diferencia a Tasca é a capacidade de unir várias gerações de Sportinguistas, cruzando histórias e memórias que atravessam décadas. E é precisamente essas histórias que vos desafio a recordarem, partilhando momentos que… Ler mais →

«Cheguei ao Sporting, fiquei do Sporting e serei sempre do Sporting»

«Quando gosto de uma pessoa, neste caso de um clube, dedico-me de alma e coração. Foi por isso que estive apenas em três clubes na minha carreira: os dois primeiros, na Bulgária; o terceiro, o Sporting. Quando cheguei, quando conheci… Ler mais →

«Em 1975-76 tinha jogado em Alvalade pelo Vasas e fiquei espantado com o apoio do público»

Em mil-nove-e-noventa-e-pouco, morava num 11.º andar com os meus pais na Flamenga, paredes meias com a Póvoa de Santo Adrião. No sobe e desce do elevador, o mais normal é encontrar pessoas para falar de tempo, trânsito e resultados de… Ler mais →

Vou ter com o meu avôzinho e ele me dará dinheiro para fazer outro clube!

Celebram-se esta quinta-feira 180 anos desde o nascimento do Visconde de Alvalade, o homem que a pedido do neto financiou a origem e disponibilizou terrenos para a construção das primeiras instalações desportivas do Clube leonino Os ânimos exaltaram-se e a… Ler mais →

O primeiro título no feminino

Parabéns, jovens Leoas!

Pedaço de história do qual todos devemos orgulhar-nos

Em 31 de Março de 1922 saiu um jornal ainda quente das rotativas para as mãos dos sportinguistas e dos apaixonados pelo desporto em Portugal. Foi o primeiro “Boletim Sporting Club de Portugal”, com a periodicidade quinzenal. Hoje completam-se 95… Ler mais →

Para matar saudades do “Mochilas”

Mais que merecido!

© 2017 A Tasca do Cherba — Powered by WordPress

Desenvolvido por Anders NorenCima ↑